in

57 pescadores argentinos testam positivo para o coronavírus apesar de terem passado 35 dias no meio do oceano, tendo testado todos negativo antes de começar a viagem

Os médicos na Argentina estão a tentar resolver este verdadeiro mistério depois de 57 pescadores terem sido infectados com o coronavírus depois de terem passado 35 dias no mar, apesar de toda a tripulação ter testado negativo antes de sair do porto.

O barco Echizen Maru retornou ao porto depois de alguns dos pescadores terem começado a mostrar sintomas de COVID-19, de acordo com o ministro da saúde de Tierra del Fuego.

De acordo com o ministro, 57 dos 61 pescadores foram diagnosticados com o vírus depois de terem realizado novos testes…

O estranho aqui é que toda a equipa fez 14 dias de quarentena obrigatória num hotel na cidade de Ushuaia nas semanas que antecederam a viagem, sendo que para além disso, todos fizeram o teste antes de a iniciar e todos testaram negativo.

Dois deles foram mesmo hospitalizados e de acordo com Alejandra Alfaro, diretora dos cuidados de saúde primários de Tierra del Fuego, “é difícil de perceber como é que estas pessoas ficaram infectadas, uma vez que não tiveram sequer contacto com pessoas durante 35 dias, porque passaram esse tempo no mar”.

Agora, uma equipa está a examinar a cronologia dos sintomas nos elementos que constavam no barco para tentar criar uma cronologia do contágio.

Bizarro.