in

A NASA vai desviar um asteróide que se dirige à Terra ao estilo “Armageddon”

Ao mais puro estilo do realizador Michael Bay, a NASA e a Agência Espacial Europeia estão a preparar uma das missões mais ambiciosas para proteger a humanidade do impacto de um asteróide. Em 1966, o asteróide 65803 foi descoberto e o astrónomo Joe Montani baptizou-i de Didymos, que em grego significa “gémeos”. Foi chamado assim porque se trata de um asteróide binário, isto é, que tem dois corpos: um de 780 metros de largura e outro de 160 metros de largura…

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

Segundo os cálculos dos especialistas, o Didymos aproximar-se-á a cerca de 11 milhões de quilómetros da Terra no ano de 2022, sendo que a sua proximidade poderá representar um novo perigo para o planeta.

Assim, a ESA e a NASA estão a colaborar num projecto de investigação e defesa contra o asteróide binário. O programa espacial constitui uma nova esperança para descobrir se o Didymos é uma ameaça potencial e também para o tentar desviar.

Se o filme Armageddon teve a participação da banda Aerosmith, na vida real a missão conta com a lenda do rock e doutorado em astrofísica Brian May. Num vídeo, o músico e cientista de renome explicou como funcionará o projecto de investigação e defesa espacial.

Hera consiste em enviar dois satélites para perto do asteróide binário. O primeiro será enviado para o corpo mais pequeno a uma velocidade de 6 quilómetros por segundo, sendo que o segundo satélite aproximar-se-á mais para fazer uma análise mais detalhada. Assim, poderemos descobrir qual a massa do asteróide menor e do que é que é composto. A missão Hera será parte da nave SpaceX, de Elon Musk, e o lançamento está programado para janeiro de 2021.

Confere:

O que dizer?