Activista morde a mão de comerciante para libertar galinhas numa feira

Activista morde a mão de comerciante para libertar galinhas numa feira

Uma activista pelos direitos dos animais foi vista a morder uma das mãos de um vendedor de galinhas com o intuito de as libertar de uma gaiola. O incidente ocorreu no fim do mês passado NA feira na cidade mediterrânea de Tânger, em Marrocos.

Inicialmente, a mulher começou a gritar para os vendedores de galinhas, chamando todos eles de analfabetos. Depois, subiu para cima de uma das gaiolas e tentou abrir a porta. O comerciante em questão impediu a abertura da gaiola com as mãos e para vencer a resistência, a activista mordeu mesmo o vendedor…

A verdade é que a medida extrema não fez o vendedor mexer um centímetro a mão. Eventualmente, as autoridades foram chamadas ao local e levaram a activista, não para uma esquadra mas para um hospital.

O melhor é veres por ti:

A história acabou por se tornar viral nas redes sociais e algumas pessoas demonstraram solidariedade para com a activista, sendo que a maioria condenou a atitude. Muitos disseram que ela não respeitou o facto de a venda de galinhas sustentar a família do vendedor e outros foram mais além: “Se ela queria tanto libertar as galinhas, por que não as comprou e as soltou?”.

O que dizer?

OFERTA: Cartão REVOLUT grátis. Pede aqui