in

António Costa vai verificar se estão mais de 5 pessoas nos grupos do WhatsApp

Depois do fim de semana em que Dia dos Finados de 2020 ocorreu ter sido diferente dos restantes, dadas as restrições de circulação entre concelhos impostas devido à pandemia do coronavírus, sabe-se que um Estado de Emergência, com moldes ligeiramente diferentes daquele que foi decretado há alguns meses, está iminente.

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

A verdade é que dentro dessas medidas, está a circular um rumor de que o recolhimento obrigatório poderá entrar em vigor mas há uma outra regra especial que está a dar que falar.

Ao que parece, não só os ajuntamentos estão limitados a um número pequeno de pessoas, o que já acontece há algum tempo, como António Costa vai mesmo verificar se essa regra está a ser cumprida…em grupos de WhatsApp. O primeiro-ministro português diz que “é necessário reduzir o contágio a todo o custo” e dado o número de casos que tem aumentado progressivamente em Portugal, o primeiro-ministro acredita que “o coronavírus está a transmitir-se através do WhatsApp e dos seus memes”.

Assim, António Costa reuniu-se com Marcelo Rebelo de Sousa e explicou que “faz todo o sentido os grupos de WhatsApp seguirem as normas da vida real”, afirmando que “as radiações provocadas pelo 5G podem até estar a influenciar o aumento dos casos” e assim, no futuro poderemos mesmo ter os grupos de WhatsApp vigiados de forma a que o número de membros não exceda os 5 elementos.

O que dizer da medida?

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.