Cadela é despedida da CIA porque preferia brincar com crianças do que farejar bombas

Cadela é despedida da CIA porque preferia brincar com crianças do que farejar bombas

Lulu não queria continuar a farejar explosivos pela CIA, pelo que acabou mesmo por ser despedida das suas funções para viver a vida que tanto queria a brincar com crianças.

As esperanças eram altas para a pequena cadela Lulu, quando se uniu à turma de 2017 do programa K9 para a detecção de explosivos da CIA, mas ficou provado que trabalhar para o governo não é para todos. A CIA acabou por anunciar posteriormente que decidiu fazer Lulu abandonar as suas funções porque o seu interesse não era, de todo, o de cheirar explosivos…

Acontece que depois de ter sido recrutada para entrar na primeira turma de treino do programa K9 no mês de agosto, as expectativas estavam elevadas: ela começou a progredir muito bem e aprendeu a detectar através do cheiro mais de 20,000 dispositivos explosivos diferentes. Depois do treino ter sido feito e de algumas semanas terem passado, os treinadores notavam que Lulu já não estava motivada para encontrar explosivos.

Primeiramente, a Agência explicou que os cães costumam ter alguns dias menos bons mas depois de algum tempo, os treinadores deram conta de que o aborrecimento e o desinteresse de Lulu não se tratavam de uma condição temporária. Assim, decidiram despedi-la das suas funções mas o curioso aqui foi o facto de ela ter ficado muito amiga do seu treinador, sendo que depois do despedimento, o treinador e a sua família quiseram mesmo adoptá-la.

Hoje em dia, Lulu passa os dias a brincar com as crianças e a divertir-se no quintal e bem, parece ser muito mais feliz assim! Na realidade, passar o dia a brincar parece mais interessante do que passar o dia a farejar bombas…