Cadela sobrevive a pelo menos 74 tiros de pressão de ar e acaba por ser adoptada

O estado de Maggie deixou surpreendido um veterinário no Reino Unido: ele havia retirado pelo menos 74 chumbos do corpo da mesma, disparadas provavelmente por espingardas de ar comprimido em diferentes ocasiões.

A história da cadela começou em Beirute, no Líbano, no meio de uma região violenta. Ela foi encontrada amarrada a uma caixa, de cabeça baixa e com a barriga cheia de filhotes. Estava faminta. Uma entidade local de defesa dos animais tomou conhecimento da história e resgatou Maggie. Os olhos da cadela estavam em mau estado devido à infecção e ela só tinha uma orelha. Nesse abrigo, a gestação foi abortada e descobriu-se posteriormente que Maggie estava cega, porque os globos oculares tinham sido “devorados” pela infecção.

Sem condições financeiras para cuidar da cadela, o abrigo criou uma página para ela no Instagram, que conseguiu juntar mais de 30 mil seguidores. Felizmente, a Wild at Heart Foundation, organização que luta pela defesa e bem-estar dos animais, levou Maggie para Inglaterra e não demorou muito tempo para que e ela fosse adoptada.

Hoje, Maggie é uma cadela de terapia e já apareceu inclusive em vários programas de televisão britânicos.

Uma verdadeira sobrevivente!

OFERTA 5€ COM O CÓDIGO: GRATIS5 ⤵️