Criança tenta escapar-se à escola ao simular ter varicela

Criança tenta escapar-se à escola ao simular ter varicela

Nós todos em 2019 e esta criança já em 2040. Impressionante. O plano desta rapariga para se escapar às aulas durante alguns dias acabou por correr mal mas temos de valorizar todo o esforço envolvido aqui.

Lily Schooley, de seis anos de idade, constatou que alguns dos seus amigos pararam de ir à escola durante alguns dias por estarem com varicela e assim, decidiu tentar a sua sorte. Assim, depois de um dia cansativo de aulas, ela pediu emprestada uma caneta de tinta permanente vermelha para “fazer os trabalhos de casa”. Passado pouco tempo, foi a correr ter com os pais a queixar-se das suas “borbulhas”…

Quem brilhou a seguir foi a mãe de Lily. Vendo claramente que aquilo eram apenas pontos feitos a caneta, ela quis dar uma lição à sua filha e em vez de a repreender prontamente, disse que era melhor irem ao médico para verem “o que se passava”.

Não querendo ir ao médico, Lily correu até à casa de banho e tentou tirar as bolinhas que tinha feito com caneta mas não conseguiu e assim, foi forçada a admitir perante os pais todo o seu plano para se esquivar à escola durante alguns dias.

Nem a própria mãe conseguiu tirar aquelas bolinhas feitas a caneta, mesmo depois de ter dado um longo banho à filha. Lily acabou por ir para a escola no dia seguinte com todas as marcas que tinha feito em si própria e teve de convencer os colegas de que não tinha qualquer tipo de infecção. As coisas correram pior ainda porque ela tinha aula de Educação Física, pelo que era obrigada a utilizar calções e t-shirt, permitindo que vissem ainda mais as marcas de caneta…

A criança esperava ficar uns dias em casa mas em vez disso, teve de voltar para a escola ainda coberta com pontos vermelhos que tinha feito com a caneta de tinta permanente.

Mais sorte da próxima vez, Lily…