Cristiano Ronaldo não conseguiu conter as lágrimas em entrevista com Piers Morgan


Cristiano Ronaldo não conseguiu mesmo conter as lágrimas durante uma entrevista com Piers Morgan que irá parar muito em breve à televisão britânica. O astro de 34 anos de idade, considerado um dos melhores futebolistas de todos os tempos, emocionou-se a falar do seu pai. José Dinis Aveiro faleceu em setembro de 2005, com 52 anos de idade, depois de uma longa batalha contra o alcoolismo…

Cristiano tinha apenas 20 anos de idade na altura, enquanto se encontrava no processo de se tornar num dos melhores de sempre, na altura sob a alçada de Sir Alex Ferguson, no Manchester United. Ferguson permitiu mesmo que Cristiano faltasse a um jogo da Liga dos Campeões para que pudesse estar com o seu pai num hospital em Londres, um gesto que ainda hoje o português reconhece e agradecer a Sir Alex.

Nesta última entrevista, Morgan e a sua equipa mostraram algumas filmagens antigas de Ronaldo com o seu pai, sendo que nem o próprio Cristiano tinha visto os vídeos antes. Ele disse: “Eu nunca vi o vídeo. Nunca vi esse vídeo. Inacreditável”, já visivelmente embargado.

Confere:


Cristiano Ronaldo começou a chorar logo depois de ver uma filmagem do seu pai e aí, Piers perguntou “O que é tristeza para si?”, sendo que Cristiano acabou por responder: “Ser o número um e ele não poder ver nada, não poder ver-me a receber prémios”. Aí, Piers continuou e disse: “Ele nunca viu o quão grande tu te tornaste”, sendo que o português rematou:

“Nunca. A minha família viu, a minha mãe, os meus irmãos – até o meu filho mais velho. Mas o meu pai, ele não viu nada”.

Grande.