in

Espanha recusa-se a auxiliar financeiramente o negócio das touradas

Recentemente, os toureiros pediram 700 milhões de euros ao governo espanhol para “salvar o seu desporto” (ver AQUI), que também tem sido afectado devido ao surto da COVID-19 e bem, o efeito que o pedido teve foi meio que adverso. O concelho de Piedralaves, em Ávila, foi o primeiro a retirar todos os fundos para ajudar financeiramente as touradas, tendo decidido em vez disso realocar 30 mil euros do orçamento de 2020 na redução das contas da água dos residentes.

A decisão foi tomada em completa unanimidade, apesar de o Partido Popular, partido que tem controlo sobre o concelho, ter a fama de ser bastante a favor das touradas.

A AnimaNaturalis, ONG que na semana passada passada protestou contra as organizações de touradas pelos seus pedidos, descreveu a forma como Piedralaves abriu caminho para outros concelhos da região seguirem o exemplo. Aïda Gascón, da direcção, disse:

“Piedralaves pode ser um pioneiro para os outros municípios, que deviam seguir o seu exemplo. Precisamos que o governo vire as costas a estes pedidos do sector das touradas, que está neste momento a pedir para ser salvo. Acreditamos que o dinheiro público deve ser gasto, agora mais do que nunca, para proteger os mais vulneráveis e para aqueles que enfrentam perdas de vida e de trabalho. Piedralaves está a mostrar muita empatia e bom senso na gestão desse dinheiro público”.

O que dizer?