in

Estudante de 14 anos constrói bomba atómica para projecto escolar

A abordagem nuclear da Coreia do Norte está a chamar as atenções e a causar a tensão entre as super potências do mundo e, agora, uma adolescente de Concord, em New Hampshire, criou uma bomba atómica de 45 toneladas de TNT para a feira de ciência da sua escola.

Kathryn Simmons, de 14 anos, foi uma das 137 estudantes que participou no New Hampshire State Junior Science Fair. Filha de um capitão dos Marines e de uma engenheira aeronáutica, ela decidiu apresentar uma bomba atómica potentíssima como projecto para “mostrar às pessoas que estas coisas não são assim tão perigosas”.

“As bombas atómicas ainda não mataram, nem de perto, tantas pessoas como os carros ou o tabaco mas, ainda assim, as pessoas continuam a criticá-las”, disse a jovem.

Ela afirma que construir uma bomba é bem mais complicado e perigoso do que construir uma máquina de lavar loiça: “Os meus pais ajudaram-me mas eu fiz grande parte do trabalho. Foram mais de 200 horas de trabalho investidas nisto mas agora está completa e funcional.”

Ela espera que a sua bomba mostre às pessoas que as bombas atómicas são “máquinas simples como quaisquer outras” e pretende ajudar as pessoas a ter menos receio de armas nucleares.

Apesar de inúmeras críticas de pais e até professores, Kahtryn arrecadou o primeiro lugar na feira de ciência e a sua bomba será apresentada a nível nacional em Denver, no mês de janeiro.

Algumas organizações, incluindo a Greenpeace, anunciaram a sua intenção de perturbar o evento se a sua “arma” for exibida. Ainda assim, ela diz-se determinada e diz que vai a Denver para ganhar.

Não é a primeira vez que vemos controvérsias deste tipo nos Estados Unidos da América: em 2011, um jovem de 15 anos oriundo de Alabama foi expulso da escola depois de ter trabalhado num projecto que supostamente o ia permitir clonar-se…

FONTE: World News

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.