Estudo comprova: quanto mais bebes, mais inteligente és

Estudo comprova: quanto mais bebes, mais inteligente és

Se existe alguma coisa capaz de tornar a ressaca de um sábado mais suportável, só pode ser esta: um estudo conseguiu correlacionar a inteligência com o consumo de álcool – e agora, a tua ressaca já não te faz assim tão estúpido.

Se quiseres podes guardar este estudo nos favoritos, para referência futura. Pode ser útil para mostrares aos teus amigos que dizem a célebre frase “não preciso de beber para me divertir”…

As formas mais comuns de ingerir álcool vêm com o vinho e com a cerveja, que precisam de muitos cereais ou uvas para serem produzidos. Assim, isto só foi possível graças à vinda e ao desenvolvimento da agricultura. Dados arqueológicos comprovam que o vinho e a cerveja já têm origem na Mesopotâmia, por volta de 6.000 AC.

Agora, a Psychology Today explica que o consumo de álcool por parte dos humanos “provavelmente tem origem na sua dieta frugívora”, sendo que o consumo de frutas e a fermentação dos doa açúcares presentes nas mesmas produzem etanol. Ora, isto explica o porquê de a tua almofada cheirar como cheira depois de uma noite forte no que toca a copos.

“E o que tem a inteligência a ver com isto?”, perguntas tu. Bem, a hipótese vai assim: como a substância e o método de consumo são relativamente “recentes” – beber alguma coisa para ficar alterado, basicamente – aqueles que possuem mais inteligência têm mais tendência a preferir beber bebidas alcoólicas do que aqueles que são menos inteligentes.

Em linha com esta ideia, estudos constataram que as crianças mais inteligentes no Reino Unido e nos Estados Unidos da América crescem a consumir álcool com mais frequência nos anos da adolescência.

Em suma, quanto maior a inteligência das crianças, maior o consumo de álcool um pouco mais tarde na sua vida. Os investigadores também apontaram que esta inteligência não se baseia em pessoas que recebem mais ou que estão em trabalhos mais importantes. “É mais a inteligência em si, em vez do que possa estar correlacionado com a inteligência, que os inclina a beberem mais no futuro”, explicou o líder da investigação.

Ainda assim, espertinhos, beber constantemente faz mal à saúde e não é inteligente destruíres-te por muita diversão que possas ter…