in

Família leva cadáver até à companhia de seguros para provar a morte de parente

Foi em KwaZulu-Natal, na África do Sul, que uma família decidiu levar o cadáver de um parente a uma companhia de seguros, isto porque a mesma negava-se a pagar a indemnização até que a morte do segurado fosse provada. Com base nisto, Thandaza Mtshali e Ntombenhle Mhlongo levaram o corpo de Sifiso Justice Mtshali, que faleceu com 45 anos de idade, até ao escritório da Old Mutual.

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

De acordo com a companhia, um problema na documentação impedia-os de libertar o dinheiro para o funeral de Sifis, isto depois de ter passado mais de uma semana desde o óbito.

“Não somos pessoas ricas. Somos pobres, e eles estão a recusar-se a pagar. Estamos arrasados. Estamos a tentar (receber) há nove dias, embora eles tenham dito que resolviam tudo em 48 horas”, disse Ntombenhle à News 24. As familiares tiveram a ajuda de funcionários de uma morgue da região e de uma empresa funerária para levar o cadáver à seguradora.

Ao ver o corpo, a Old Mutual aceitou pagar a indemnização: “Pagaram-nos imediatamente”, afirmou Ntombenhle. O corpo de Sifiso foi sepultado no quintal da casa da família.

Que situação…