in

Funcionário de funerária dorme uma sesta num caixão e é enterrado por engano

Mais uma história que teve um desfecho trágico. Armindo Boa Morte, o funcionário da funerária “Até Já”, acabou mesmo por ser enterrado por engano, tendo falecido. E tudo devido ao fatídico dia em que decidiu fazer uma sesta depois do almoço.

Na sua última refeição, Armindo tinha ido comer ao tasco onde costuma ir sempre e o proprietário do mesmo explicou à imprensa local: “Da última vez que aqui esteve, comeu dois pratos cheios de mão de vaca com grão e bebeu uma garrafa de vinho tinto sozinho. Ao sair daqui, explicou-nos que estava com uma moleza incontrolável”.

Depois de ter comido, Armindo voltou para o seu local de trabalho e, sem muito para fazer, decidiu fechar os olhos e dormir uma sesta num dos caixões que se encontravam na loja. Acontece que naquele dia ia dar-se o funeral de um homem chamado Armando e os homens encarregues de levarem o caixão para enterrarem Armando deverão ter confundido e acabaram por levar Armindo Boa Morte dentro do caixão – afinal, Armindo e Armando são nomes realmente parecidos.

Sem ninguém dar por nada, Armindo Boa Morte acabou por ser enterrado e só passados alguns dias é que as pessoas se começaram a aperceber do erro, ao verem a funerária “Até Já” sem qualquer tipo de actividade.

Esperemos que Boa Morte tenha tido uma boa vida.

RIP.

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.