in

Golfinhos sentem saudades dos humanos durante a quarentena e deixam “presentes” na areia

Os golfinhos que frequentam Tin Can Bay, um destino turístico muito popular na Austrália, estão a sentir saudades dos humanos que desapareceram da localidade durante a quarentena por causa do coronavírus. Os animais, agora solitários, estão a dar que falar por deixarem “presentes” na areia para os humanos que costumavam interagir com eles e alimentá-los.

Os “presentes” são, na maioria, esponjas e garrafas de plástico cobertas de fragmentos de coral, disse um voluntário de um projecto ambiental à 7News.

“Nada no comportamento dos golfinhos me surpreende mais”, comentou Barry McGovern, investigador na Universidade de Queensland. “Eles fazem tudo, usam ferramentas, têm cultura. Têm até algo semelhante a nomes em assinaturas com assobios”, acrescentou o especialista em golfinhos.

Ainda assim, Barry fez questão de dizer: “Eles provavelmente não sentem falta dos humanos. Eles sentem falta da comida grátis e da rotina”.

Que são muito espertos, disso não há dúvida.