in

Governo vai colocar 1 testemunha de Jeová à porta de cada casa para evitar que as pessoas saiam

Pois é, hoje, dia 17 de março (terça-feira), Portugal continua a sofrer com o surto do coronavírus, sendo que já foram confirmados 448 casos de pessoas com o COVID-19. Agora, o governo português vai anunciar muito brevemente se o estado de emergência vai ou não ser activado, o que, traduzindo por miúdos, resultaria numa quarentena obrigatória por parte de todos os portugueses, com hora de recolher e punições para quem não respeitar as normas.

Ainda antes de um possível estado de emergência, os rumores que circulam indicam ainda que o governo vai mesmo colocar 1 testemunha de Jeová à porta de casa de cada um dos portugueses para evitar que as mesmas saiam. A medida, de acordo com as entidades superiores, acaba por ser benéfica para todas as partes, uma vez que as testemunhas de Jeová continuam a difundir a sua religião e as pessoas acabam por ficar recolhidas, seja por terem responsabilidade social ou por não quererem abrir a porta às testemunhas, permanecendo assim dentro de casa.

A resultar, a medida poderá mesmo ser aplicada em alguns outros países da União Europeia, sendo que como é sabido, países como Alemanha ou Espanha têm sofrido imenso com o surto do vírus, já para não falar do caso de Itália.

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.