in

Homem processa a mãe por o ter amamentado até aos 12 anos de idade



Um homem de 37 anos de idade, oriundo do Tennessee, colocou a própria mãe em tribunal, culpando-a pelo seu insucesso na vida e problemas sociais.

Robert Miller afirma que a sua mãe era demasiado protectora e que isso o afectou ao longo dos anos, sendo que ela chegou ao ponto de o ter amamentado até aos seus 12 anos de idade. Assim, o homem afirma que todos estes factores afectaram a sua habilidade de desenvolver relacionamentos com mulheres.

Miller está então a pedir $250,000 de compensação pelo “trauma psicológico” que sofreu graças à sua mãe de 69 anos, Dorothy Jenson Miller.

De acordo com o seu advogado, a vida do homem ficou arruinada devido ao comportamento demasiado protector da mãe: “A mãe do meu cliente vestia-o de rapariga até aos seus cinco anos de idade e amamentou-o até aos seus doze anos de idade. Estes comportamentos perturbadores traumatizaram o meu cliente e ele já gastou mais de $120,000 em terapia”.

Dorothy, a mãe do homem, diz que admite ter sido “demasiado protectora” mas afirmou que “nunca teve qualquer intenção de lhe fazer mal”.

Apesar de muita gente ter mostrado simpatia para com a senhora, são muitos de facto a concordar que o seu comportamento enquanto mãe foi “perturbador”.

O julgamento irá ter início no mês de dezembro.

FONTE: World News