Homem sentenciado a 1,000 chicotadas por ter feito sexo oral a um camelo

Homem sentenciado a 1,000 chicotadas por ter feito sexo oral a um camelo

 

Um homem da Arábia Saudita com 26 anos de idade foi sentenciado a 1,000 chicotadas e dois meses na prisão depois de ter alegadamente realizado sexo oral ao camelo de um dos seus patrões.

De acordo com o que reporta o Riyadh Herald, Abdullah al-Rashidi estava encarregue de cuidar dos camelos mas foi mesmo apanhado por um dos seus patrões a fazer um fellatio a um deles. As autoridades foram chamadas ao local e acabaram mesmo por prendê-lo.

Primeiramente, o patrão de Abdullah estava hesitante em chamara a polícia mas depois afirma que um acto de perversão perante Deus não podia ser deixado passar em vão e entendeu que ele devia ser castigado por aquilo que fez:

“Quando o encontrei a lamber o pénis do camelo, ele disse-me que estava a beber o esperma do animal para curar a o herpes que tinha”, disse o patrão ao juiz.

“Depois perguntei-lhe onde é que ele ouviu que engolir esperma de camelo era a cura para tudo. No fim, ele começou a chorar e admitiu que simplesmente gostava do sabor. Foi aí que chamei as autoridades”, completou.

O juiz Muhammad El Fehdi disse-lhe mesmo que ele não só se desgraçou como também à sua família inteira perante Deus. Os pais do homem também ficaram profundamente desiludidos. Eis o que disse a mãe:

“Tenho que viver com a dor de ter um filho que gosta de meter pila de camelo na boca, esperemos que este castigo pelo menos o assuste e afaste da homossexualidade”.

Abdullah al-Rashidi foi sentenciado a 1,000 chicotadas e dois meses na prisão. De acordo com as leis do país, o animal torna-se assim “impuro” e terá que ser abatido. Ele também terá que pagar a quantia equivalente a cinco camelos – aqueles com quem ele admitiu ter tido relações inapropriadas.

FONTE: World News

OFERTA: Cartão REVOLUT grátis. Pede aqui
 

 
Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.