Irão liberta 85,000 prisioneiros para a prevenção da COVID-19

Irão liberta 85,000 prisioneiros para a prevenção da COVID-19

O Irão decidiu libertar temporariamente cerca de 85,000 prisioneiros para que possam combater o contágio do coronavírus, explicou Gholamhossein Esmaili, um porta-voz do governo, ao Sky News. A medida tem realmente dado que falar…

Gholamhossein explicou: “Um grande número e pessoas estão em grande risco, isto é se já não tiverem apanhado o coronavírus, e temem pela sua saúde. Foi com base nisso que acabou por ser recomendada a libertação de todos os reclusos do Irão, ainda de que forma temporária”.

O Irão contabiliza, até à data, 21,638 casos de coronavírus, e 1,685 mortes derivadas do mesmo. Soube-se também que um líder religioso no país, Ayatollah Hashem Bathayi Golpayegani, faleceu com COVID-19, doença provocada pelo vírus, aos 78 anos de idade, dois dias depois de ter testado positivo para o mesmo.

O que dizer da medida?