in

Islândia encontra 40 mutações do coronavírus, gerando o medo de uma nova pandemia

Consta-se que as autoridades sanitárias da Islândia detectaram dezenas de mutações do coronavírus e Allan Randrup Thomsen, virologista islandês, falou um pouco sobre o grau de perigo deste desenvolvimento.

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

De acordo com os investigadores, este desenvolvimento mostra um padrão semelhante ao da gripe e assim, existe sempre a probabilidade do vírus se tornar mais contagioso, mas menos perigoso. Depois de testarem 9.768 islandeses para o coronavírus, as autoridades sanitárias islandesas detectaram, em colaboração com a empresa privada de genética CODE, 40 mutações do vírus só no país…

De acordo com Allan Randrup Thomsen, virologista e professor na Universidade de Copenhaga, isto significa que o vírus poderá tornar-se ainda mais contagioso, ainda que menos grave: “É semelhante ao padrão que vemos com a gripe e podemos viver com isto. Não estou a dizer que é verdade que todas as variantes sobreviverão, mas existe uma tendência para que o desenvolvimento seja nesse sentido”.

“Isto significa que os vírus podem infectar mais porque estão melhor adaptados mas não são as variantes de vírus causadores de doenças que sobrevivem”, concluiu.

Já María Mjoll Jónsdóttir, do Ministério das Relações Exteriores da Islândia, também destacou que os resultados se destinam a ser utilizados internacionalmente. O que dizer?

FONTE: Sputnik News