Jogador recusa o Barcelona e renova com o Recreativo de Vizela

Jogador recusa o Barcelona e renova com o Recreativo de Vizela

Aqui, temos a prova perfeita de que ainda existe lealdade no mundo do futebol, bem como lealdade à cidade natal. Vamos dar a conhecer o caso de Lúcio Farinha, que desde os 8 anos de idade que pratica futebol e sempre foi visto como jovem promessa no meio.

Nascido e criado em Vizela, Lúcio Farinha começou a jogar nas escolinhas do Vizela e rapidamente começou a dar nas vistas. Teve, inclusive, propostas para contratos de formação por parte de alguns dos melhores clubes nacionais mas nunca, nunca saiu do Vizela.

Na verdade, compreendia-se que a distância fosse um problema para um jovem com 11/12 anos de idade – abandonar o norte do país e todos os amigos de escola para ir jogar para um Benfica ou para um Sporting podia, de facto, prejudicar Lúcio, e nem os pais permitiam isso.

Acontece que, já com 18 anos de idade, Lúcio recebeu uma daquelas chamadas “de ouro”, sendo que foi mesmo contactado pelo FC Barcelona para poder vir a jogar naquele que é um do melhores clubes do mundo. Com um pé esquerdo do outro mundo, em Vizela apelidam-no de “Leo Messi de Infias” mas nem com todo o burburinho à volta ele abandonou a sua cidade e o clube onde joga:

“Nasci Vizela, cresci Vizela e por isso vou continuar Vizela. Não consigo deixar o meu clube, nem sequer esta cidade. Não vão ser milhões de euros que me vão fazer mudar quando eu tenho tudo aqui. A minha família, os meus amigos e especialmente, a quantidade de espaços nocturnos que têm sido abertos na cidade, mais propriamente todos os bordéis – frequento-os assiduamente com os meus amigos e assim continuarei. Há tempo para tudo”, explicou Lúcio à imprensa local.

Este, meus caros, este é dos bons.

Fonte: Tá Feio