in

Lésbica disfarça-se de homem para sacar gajas


Maria Felisberta da Conceição tem 29 anos de idade e afirma que desde miúda que sente uma atracção especial por mulheres.

Tendo sempre sido uma “Maria Rapaz” desde os tempos de escola, quando vivia em Reguengos, a jovem apercebeu-se de que gostava mesmo de mulheres quando começou a ter as suas primeiras aventuras no ensino secundário, com a sua amiga Dulce:

“Lembro-me muito bem daqueles momentos. Faltávamos às aulas de História para irmos para casa dela, e tão boas eram as tesouradas que fazia com a minha amiga colorida Dulce. As pessoas não sabiam que andávamos a passar o corredor a pano uma à outra mas aconteceu tantas vezes…”


Hoje, mais crescida, Maria afirma que tem tido sucesso com as mulheres utilizando uma estratégia pouco ortodoxa, e tudo começou devido à falta de ‘matches’ no Tinder:

“O Tinder não estava a resultar, de todo. As que me davam ‘match’ deixavam de responder, por isso tive de arranjar outra maneira. Andei a deixar crescer o buço durante alguns meses, bem como o cabelo. Fiz uma crista à Zé Milho dos D’ZRT e comecei a vestir-me como um homem. Camisinha, calças caqui e uns bons sapatos”.

“As investidas na noite têm corrido muito bem desde então! Nos bares a conversa flui e eu apresento-me sempre como ‘Jordão’. No Urban, confesso que consigo safar mais do que muitos homens que lá estão…”

Maria não parece querer deixar este novo estilo…

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.