Mais de meio bilião de abelhas morreram no Brasil em três meses

Mais de meio bilião de abelhas morreram no Brasil em três meses

Pois é, mais de 500 milhões de abelhas morreram no Brasil nos últimos três meses, em grande parte devido ao uso de pesticidas. Acontece que os pesticidas que são utilizados são compostos por produtos que estão mesmo banidos na Europa, como é o caso dos neonicotinóides ou do fipronil. Em abril do ano passado, a União Europeia decidiu banir todos os neonicotinóides devido ao perigo que constituem para as abelhas, sendo que no mesmo ano, o Brasil decidiu retirar todas as restrições que tinham relativamente às pesticidas.

De acordo com uma investigação levada a cabo pela Unearthed, a utilização de pesticidas no país em questão aumentou, com cerca de 193 produtos a conter químicos banidos na União Europeia a serem registados no Brasil nos últimos três anos. Para teres uma noção, de acordo com a Bloomberg, o uso de pesticidas no Brasil aumentou 770% desde 1990…

Praticamente metade de todos os produtos aprovados por Jair Bolsonaro desde a sua tomada de posse contêm ingredientes considerados pela Pesticide Action Network’s (PAN) como dos mais perigosos de todos.

A morte em massa das abelhas foi reportada por apicultores de quatro estados do Brasil. De acordo com a Bloomberg, 400 milhões de abelhas foram encontradas mortas em Rio Grande do Sul, sendo que muitos outros milhões foram encontradas em São Paulo, e mais cerca de 50 milhões em Santa Catarina e outros 45 milhões em Mato Grosso do Sul. De acordo com o que foi investigado posteriormente em laboratório, constatou-se que os pesticidas foram mesmo a principal causa de morte de grande parte das abelhas no Brasil.

Tinhas noção?