Malásia proíbe Despacito na rádio e na televisão; todos os governos deviam seguir este exemplo.

Malásia proíbe Despacito na rádio e na televisão; todos os governos deviam seguir este exemplo.

Depois da música Despacito, interpretada por Luis Fonsi e Daddy Yankee, se ter tornado num êxito a nível mundial, foram muitas as pessoas a saturarem-se da canção e há quem não a consiga suportar mais.

A verdade é que a canção tem uma letra sensual e sugestiva e se isso para os latinos não é algo de incomum, para países como a Malásia consegue ser realmente um incómodo…

E se te dissermos que na Malásia proibiram as rádios e as estações televisivas de passar este tema? Salleh Said Keruak, ministro das comunicações, considerou-o o Despacito obsceno e, assim sendo, proibiu mesmo que este passasse nos media do país.

Aparentemente, o público fez imensas queixas, ao ponto de a música ter sido mesmo banida dos meios de comunicação acima referidos. O ministro completou ao dizer que a música não devia existir em qualquer tipo de plataforma, por sensibilidade e respeito com a cultura local.

Atriza Umar, presidente da ala feminina do partido islâmico de oposição, Parti Amanah Negara, descreveu a música como sendo de mau gosto e imprópria para crianças, avisando que o seu conteúdo poderia ter resultados prejudiciais para a sociedade.

A Malásia tem leis restritas e não tem problema em censurar qualquer tipo de material considerado sensível. Nem o Despacito escapou…