in

Mar fica vermelho devido ao sangue durante um festival de abate de baleias

As Ilhas Faroé são dos locais mais desejados pelos turistas no verão mas para além dos montes verdejantes e das águas límpidas, são muitas as pessoas que vão durante o verão ao local para uma tradição sangrenta intitulada Grindadráp, que não é mais do que um festival de abate de baleias…

No festival em questão participam até crianças e adolescentes e “grindadráp” significa literalmente “abate” na língua deles.

O Grindadráp acontece desde o século IX e apesar de não existir uma data certa para o mesmo, normalmente pratica-se entre junho e outubro, quando um número maior de baleias migrantes são avistadas no oceano.

Depois de uma baleia ser avistada nesta altura, uma série de barcos começam uma perseguição com o intuito de a capturar. Depois, elas são encaminhadas para uma enchente de pessoas que começa então a matança.

Normalmente, elas são cortadas pela barbatana dorsal e pelo pescoço, sendo que o resultado desta tradição consiste num bar banhado de sangue. O cenário é horrível…

Este ano foi visto como um dos mais “produtivos” em termos de festival, sendo que morreram quase 252 baleias e 35 golfinhos nas mãos de humanos.

Para terem uma ideia do conceito, vejam um vídeo do evento captado há alguns anos:

Faziam sequer ideia da existência desta prática?