in

Modelo com roupa “muito reveladora” é obrigada a cobrir-se para continuar no voo

Uma modelo e influencer, que viajava com o filho, de 7 anos de idade, disse ter-se sentido humilhada depois de ter sido abordada na semana passada por uma comissária de bordo num voo da Southwest Airlines.

Eve J. Marie, de 26 anos, ouviu que teria de trocar de roupa para continuar no avião, que partiria de Dallas, Texas, até Tulsa, Oklahoma. Os comissários classificaram a roupa que a passageira usava como “muito reveladora”, o que, segundo eles, violava o código de vestuário exigido de todos a bordo. Os seguranças chegaram a ser chamados.

“Eu não tinha roupa para trocar. Senti-me humilhada, constrangida e ofendida”, disse Eve, de acordo com o que reportou o Daily Mirror.

“Eu sou um cliente vip da SWA, tenho um cartão de crédito da companhia aérea e tenho vantagens que permitem que qualquer pessoa que viaje comigo voe gratuitamente devido ao meu estatuto elevado na companhia aérea. Então, mesmo sendo uma cliente fiel, senti-me como se as outras mulheres no avião estivessem a julgar-me com base na minha roupa e a dizer que os meus seios são muito grandes. Bem, isso é algo em que não posso ajudar”, acrescentou a americana.

A modelo só teve permissão de continuar a bordo com a intervenção da mesma comissária. Como não tinha mais roupa, a mesma comissária deu-lhe uma camisola do trabalho para que ela cobrisse o peito.