Mulher desenvolve QI de 220 depois de ter bebido esperma todos os dias durante um ano

Mulher desenvolve QI de 220 depois de ter bebido esperma todos os dias durante um ano

Uma estudante do UCLA conseguiu alcançar o resultado mais alto de sempre na história dos testes de QI concebidos pela Mensa e afirma que o resultado incrível que obteve se deveu à ingestão diária de esperma.

Alicia Franklin tem 26 anos de idade e já era um membro da sociedade de QI elevado Mensa, com um resultado de 154 pontos alcançados num teste feito em setembro de 2015. Desde então, Alicia tentou encontrar novos métodos de aprimorar a sua inteligência e, depois de ter feito novamente o teste há 3 semanas, afirma que finalmente descobriu uma técnica infalível!

De acordo com a própria, ela aumentou o seu QI em mais de 65 pontos em apenas 13 meses após ter começado a ingerir uma dose diária de esperma fresco. Os mais recentes resultados do teste mostraram que a sua inteligência cognitiva, a sua percepção e a sua memória melhoraram a olhos vistos.

Hoje, ela tem 220 pontos de QI, ultrapassando Leonardo Da Vinci, Albert Einstein e Stephen Hawking e estabelecendo-se como a pessoa mais inteligente da história humana.

De acordo com especialistas, a teoria da jovem é plausível, cientificamente falando. Parece que ingerir esperma pode mesmo desenvolver as capacidades intelectuais. O sémen contém mais de 200 proteínas e imensas vitaminas e minerais importantes, como é o caso da vitamina C, cálcio, ácido cítrico, frutose, magnésio, nitrogénio, fósforo, potássio, sódio, vitamina B12, zinco e ácido lático.

Se calhar é altura de começar a implementar esta medida numa nova dieta…

FONTE: World News

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.