Mulher morre depois de ter caído de uma ravina ao posar para fotografia a celebrar o fim da quarentena

Uma mulher oriunda do Cazaquistão faleceu há poucos dias depois de ter caído de uma ravina a mais de 30 metros de altura na Turquia, enquanto posava para uma fotografia para comemorar o final do período da quarentena ao qual o coronavírus obrigou.



Olesia Suspitsina, de 31 anos de idade, decidiu celebrar o final da quarentena e assim, saltou a barreira de segurança que dava acesso à ravina para tirar uma fotografia bem lá em cima, com umas incríveis cascatas como plano de fundo. Acontece que ela acabou por escorregar e caiu a mais de 30 metros de altura, tendo falecido à frente de um amigo…

O amigo em questão, que estava a tirar a fotografia, chamou as autoridades, ainda em choque, que encontraram o corpo de Olesia na água e o identificaram, tendo transportado o mesmo posteriormente para a morgue do Antalya Forensic Medicine Institute. As autoridades deram a morte da mulher como um acidente, de acordo com o que reportaram fontes próximas da vítima. As pessoas homenagearam a mulher nas redes sociais e dizem lembrar-se dela por ser uma pessoa “inteligente e amável que traça objectivos e cumpre-os”.

RIP.