Mulher largou o seu emprego no Lidl para passar a fazer 35 mil euros por mês a vender nudes


Uma mulher oriunda de Lancashire, Inglaterra, diz que factura 35 mil euros por mês e conseguiu comprar a sua própria casa aos 23 anos de idade graças ao OnlyFans, onde começou a vender fotografias explícitas suas.

Kaya Corbridge, que costumava trabalhar como caixa no Lidl, diz que vive um estilo de vida recheado de luxúria hoje em dia e que para além de nudes, também vende fotografias dos seus pais e fotografias personalizadas com o intuito de satisfazer o desejo dos seus fãs…

O estilo de vida de Corbridge mudou radicalmente depois de ela ter tirado o seu curso na Leeds Beckett University para passar a dedicar-se exclusivamente a criar conteúdos para publicar na plataforma. Ela explicou: “Criei uma conta de OnlyFans só para experimentar, porque nunca pensei que fosse mudar a minha vida da maneira que mudou. No meu primeiro ano, fiz cerca de 300 mil euros e agora, faço cerca de 35 mil euros por mês e estou no top 1% de pessoas no OnlyFans que mais factura no mundo inteiro”.


Os seus empregos antigos incluem trabalhos como empregada de mesa ou caixa de supermercado e bem, a sua vida deu uma volta. Kaya disse: “No ano passado, comprei a minha primeira casa a pronto e custou-me 150 mil euros. Adoro-a. Tem dois quartos, uma cozinha, duas casas de banho, um jardim e fez-me querer comprar uma segunda casa em breve. Adoro explorar e conhecer novos sítios e adoro ser a minha própria patroa, porque consigo trabalhar quando quiser e de qualquer parte do mundo. Desde que criei um OnlyFans , já visitei 20 países e já visitei Paris, a Polónia e Barcelona, tendo passado também alguns meses na Austrália.”.

Ela explicou um bocadinho mais do seu percurso: “Nos tempos de universidade, eu tinha pouco dinheiro e mal conseguia comer. Estava sempre preocupada com o mês seguinte, os meus pais não tinham muito mas esforçavam-se muito e conseguiam dar-me cerca de 50 euros extra por semana. Lembro-me de ter ficado em lágrimas porque o meu portátil estragou-se e eu não tinha sequer dinheiro para o arranjar. No primeiro mês de OnlyFans, fiz quase 10 mil euros, e sabia que aquilo estava a tornar-se qualquer coisa. Por isso, passei a focar-me naquilo”.

E que decisão…