in

Mulher processa a Samsung depois de ter ficado com o telemóvel preso na sua vagina

Uma mulher oriunda de Albuquerque está mesmo a processar a Samsung em 1.8 milhões de dólares depois ter necessitado de ajuda médica ao ter inserido o seu telemóvel da vagina, sendo que não o conseguiu tirar durante umas incríveis 96 horas.

Salma Briant, de 39 anos, afirma que a despesa médica no Hospital da Universidade do Novo México atingiu os 1.1 milhões de dólares e que sofreu de muitos danos psicológicos devido a tudo o que se passou.

Ela explica que inseriu o telemóvel da marca em questão dentro da vagina depois de ter feito uma aposta com um amigo mas rapidamente se apercebeu que o telemóvel havia ficado ali preso:

“Queria saber também como seria meter o meu telemóvel a vibrar dentro de mim, só pela piada, para além de aposta que fiz. Acabou tudo por ser um verdadeiro pesadelo”, explicou.

“A Samsung tem definitivamente culpa por aquilo que se passou comigo. Afinal de contas, não ofereceram nenhum aviso acerca do perigo e do potencial risco que existia em inserir um dos seus produtos nas cavidades corporais ou genitais das pessoas”, explicou o seu advogado Jim McAfee.

Um porta-voz da Samsung explicou que não iam comentar o caso de momento. De relembrar que em 2014, a Apple passou por um processo idêntico, depois de um homem ter tentado engolir 14 iPhones, tendo acabado nas urgências de um hospital por envenenamento por mercúrio.

Veremos como acaba este filme.

FONTE: World News

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.