Se és mulher e fazes anal este artigo é para ti

Se és mulher e fazes anal este artigo é para ti

Mulheres que fazem anal vivem mais tempo, de acordo com estudo.

Ficou cientificamente comprovado. As mulheres que praticam mais o sexo anal e que têm mais apetência para tal são as que vivem mais tempo, de acordo com o que indicam alguns investigadores.

Foi na Universidade de Pittsburgh que alguns investigadores e alunos de doutoramento decidiram investir o seu tempo neste estudo, tendo inquirido cerca de 5,000 mulheres, onde metade praticava sexo anal frequentemente e a outra metade recusava-se por completo a fazê-lo.

Todas as mulheres envolvidas no estudo foram acompanhadas pelos investigadores durante cerca de 1 ano e meio e no final, quando chegou a hora de tirar conclusões, o estudo foi bem explícito: as mulheres que praticaram sexo anal regularmente durante essa época sentiam-se melhor, tinham uma melhor circulação sanguínea e mostraram-se menos propensas a sofrerem de problemas cardiovasculares.

Para além de tudo isso, elas também notaram melhorias significativas nos seus relacionamentos com os respectivos companheiros, ao contrário das mulheres que não praticavam anal, que não notaram qualquer tipo de melhoria no seu relacionamento, nem a nível sexual.

No final do estudo, Jennifer Analart, uma das visadas nesta investigação, deu o seu depoimento: “O sexo anal é uma parte importante da minha vida sexual e eu não abdico dela. O meu companheiro gosta, eu adoro e não me vejo a deixar de praticar tão cedo. Não percebo o estigma à volta e acho que todas as mulheres deviam experimentar”.

Algo a recomendar, portanto. Pela longevidade.