in

Padre católico esconde a sua Bíblia no ânus durante 3 anos para escapar ao Estado Islâmico

Um padre católico que foi libertado do Estado Islâmico pelos curdos em maio revelou pela primeira vez que escondeu a sua Bíblia na sua cavidade anal durante mais de 38 meses para se salvar da organização terrorista.

Em entrevista à revista American Catholic, o padre James Sullivan, oriundo de Scranton, explica que foi surpreendido na Síria com a chegada súbita de combatentes do Daesh, e que teve de pensar rapidamente numa maneira de salvar-se a si e à sua Bíblia.

“Abandonei o que tinha vestido mas não conseguia abandonar a Bíblia. Assim, meti-a num saco de plástico e escondi-a num sítio onde sabia que nunca ninguém ia encontrar”, explicou.

Ele decidiu mesmo esconder o livro sagrado dentro do seu corpo porque sabia que precisava dele enquanto estava preso:

“A primeira vez que o meti no ânus doeu muito mas Deus deu-me as forças necessárias para aguentar. Foi-se tornando mais fácil com o tempo e saber que tinha a Bíblia comigo era de facto muito confortante”, disse. Durante os 38 meses em que esteve preso, o padre diz que tirava o livro pelo menos cinco vezes por dia.

Felizmente, ele acabou por ser salvo por combatentes curdos e agora, a coragem do padre de 51 anos está a dar que falar entre os membros da Igreja Católica Americana.

Corajoso!

FONTE: World News

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.