in

Padre detido por usar Vodka para baptizar as crianças

Um padre foi detido há poucos dias depois de ter sido descoberta uma prática insólita da sua parte numa igreja local.

O padre em questão chama-se Ilénio Galhardo e, depois de algumas denúncias anónimas feitas às autoridades, acabou por ser detido. Tudo porque andava a baptizar as crianças com vodka, em vez de utilizar água benta, como ditam as regras.

Consta-se que Ilénio sempre fora muito alternativo na sua zona. Sendo um padre com ideais de esquerda e muito ligado à população mais jovem, ele já havia sido visto em alguns parques na vila a fumar haxixe com alguma malta mais jovem e até foi o responsável por educar muitos dos mais novos na arte de fazer o “traçado”, que consistia essencialmente em juntar vinho branco rasca e gasosa em garrafões de 5 litros.

A bomba estoirou quando se veio a saber que ele andava a baptizar bebés com Smirnoff, sendo que um outro padre descobriu um grande stock de garrafas escondidas num ponto estratégico da igreja. Ilénio falou publicamente sobre o assunto aquando da sua detenção:

“Não percebo sinceramente qual é o mal. O mundo já é uma padrada enorme e todos nós sabemos que os bebés mais tarde ou mais cedo vão acabar por entornar vodka até vomitarem os bifinhos com cogumelos do jantar de grupo. No fundo, eu estava a prepará-los…”

Apesar de ser algo perfeitamente condenável, são muitas as pessoas que não concordam com a detenção de Ilénio, especialmente os jovens com idades entre os 17 e os 23 anos. Orlando Miguel, um dos jovens em questão, explicou o que sentia à imprensa local:

“O padre Ilénio não merece este desfecho e esperemos que saia rápido. Sem ele, vai ser muito difícil voltar a aproveitar a bolota da boa e as estufas com o pessoal. Volte, Ilénio…”

Um caso muito complicado.

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.