in

Patas de leão bebé são deliberadamente partidas para que ele não conseguisse fugir de forma a que os turistas pudessem tirar fotografias

10€ GRÁTIS  
 

As patas de um pequeno leão foram deliberadamente partidas para que ele não conseguisse fugir dos turistas na Rússia, sendo que imagens perturbadoras do momento têm dado que falar nas redes sociais. Ele foi operado e depois disso, veio todo um processo doloroso de voltar a aprender a andar.

As imagens e o vídeo falam por si:

O animal, intitulado Simba, tinha apenas algumas semanas de idade quando foi levado da sua mãe, tendo eventualmente começado a ser utilizado como fonte de rendimento para aqueles que visitassem as praias russas, uma vez que muitos turistas mostram regular interesse em tirar fotografias com eles.

O presidente da Rússia Vladimir Putin ficou chocado quando soube da história por isso fez o que estava ao seu alcance para que os responsáveis pagassem pelo que fizeram. As patas do leão foram partidas para que ele não conseguisse fugir e consta-se que ele estava muito doente e que foi “torturado e agredido” por aqueles que “tratavam” dele, sendo que esteve mesmo muito perto da morte.

O incidente teve lugar no Daguestão, na Rússia, e Yulia Ageeva, que esteve na linha da frente da missão de salvamento, disse: “Ele praticamente não foi alimentado e por alguma razão, estavam sempre a atirar-lhe água gelada para cima. Um autêntico inferno”.

Felizmente, Simba conseguiu ser resgatado.

Depois de ter sido operado, Simba já conseguiu voltar a andar, apesar de ter lesões que vão permanecer no seu corpo até ao resto da sua vida.

Que barbaridade.