in

Psicóloga cobrava 165€/sessão a um homem vulnerável e obrigou-o a fazer sexo com ela

50€ BETANO  
 

Esta psicóloga claramente que não estava bem para dar as suas consultas e um dos seus pacientes, oriundo de Minnetonka, no Minnesota, é um perfeito exemplo disso.

De acordo com o que foi reportado pelo Fox9, Johanna Lee Lamm, de 43 anos de idade, passou cerca de 8 meses a aproveitar-se de um homem depois de este ter visitado a sua clínica.

Ela ainda teve a audácia de afirmar que o homem, cuja identidade permanece anónima, a violou mas a verdade acabou por vir toda ao de cima. O homem mostrou uma série de mensagens e áudios que permitiram claramente concluir que as relações entre ambos foram consensuais e consentidas.

 

Johanna foi então acusada então de conduta sexual criminosa e o relatório do sucedido fala em “penetração ocorrida em sessão de terapia”. Freud iria certamente adorar algo assim.

Apesar de ter admitido perante a polícia que o sexo que fizeram foi consensual, o facto de ter abusado do seu cargo como profissional e de se ter aproveitado de um homem vulnerável, para além de ter feito alegações falsas sobre uma violação, poderão custar-lhe até 15 anos de prisão e uma multa entre os 10 e os 30 mil dólares.

O que dizer?